Postsite_19-09-14.fw

Podologia ajuda a manter a saúde linfática

Postado em

Manter os pés bem cuidados não é apenas questão estética. É fundamental para a saúde do organismo, principalmente do sistema linfático. A principal via de contágio de bactérias que provocam erisipelas são os pés. A doença é causada por Streptococcus e se propaga pelos vasos linfáticos, causando infecção.

É também conhecida como febre de Santo Antonio, mal do monte, mal da praia, e, em mais de 80% dos casos, atinge os membros inferiores e tem maior incidência no verão. A porta de entrada quase sempre é uma micose interdigital, as famosas frieiras, mas qualquer ferimento pode desencadear o mal, como fissuras, cortes, calos e outros ferimentos nos pés ou pernas como arranhaduras, bolhas e picadas de insetos.

Pacientes com varizes, edemas ou com diminuição do número de linfáticos têm uma predisposição maior de adquirir a doença, uma vez que nessas condições de circulação prejudicada, ocorre uma facilitação para cultura e proliferação de bactérias.

Sinais e sintomas

A erisipela normalmente se manifesta como uma infecção qualquer no organismo. O paciente geralmente sente calafrios, dor de cabeça, febre alta, mal-estar, dor, náuseas e vômitos. Também é comum o paciente queixar-se de “íngua” (aumento dos gânglios linfáticos).

Costumam aparecer lesões na pele, de cor avermelhada, quente e dolorosa, podendo apresentar bolhas e ulcerações.

Melhor prevenir

O ditado “melhor prevenir que remediar” é muito apropriado quando se fala em cuidados com os pés. Enquanto a prevenção é feita com correta higiene diária e visitas regulares ao podólogo, o tratamento da erisipela é feito com repouso absoluto, com as pernas elevadas, para redução do inchaço, uso de antibióticos e até internação, se necessário.

E pacientes que já sofreram de erisipela, ficam mais suscetíveis a novos episódios da doença. Isso acontece porque sempre permanece um inchaço residual que diminui a imunidade local. Isso se deve ao fato da infecção destruir muitos vasos linfáticos, dificultando a absorção deste líquido, tornando-se um ótimo meio para proliferação das bactérias.

Aprenda a manter os pés saudáveis

- Mantenha os pés secos e limpos, principalmente nas regiões entre os dedos.

- Use meias limpas todos os dias, de preferência as de algodão.

- Prefira calçados confortáveis para evitar bolhas de atrito.

- Evite a exposição a situações que podem levar a traumatismos e cortes.

- Não use o mesmo par de sapatos por dias seguidos. Isso ajuda a evitar micoses.

- Faça uso de antimicóticos quando necessário, sempre recomendados pelo médico.

- Trate e previna fissuras, hidratando os pés diariamente.

- Evite o sobrepeso, pois prejudica a saúde dos pés.

 

Fonte: Saúde Terra– por Michelle Achkar

Imagem: Bigstock – By: D13