place holder

Estresse pode prejudicar funcionamento da glândula suprerrenal

Postado em

A Fadiga Adrenal pode ser facilmente confundida com o cansaço extremo, característico do fim de ano. Seus sintomas costumam ser falta de ânimo, irritabilidade, dificuldade em acordar pela manhã, entre outros. Este mal é causado pelo estresse, que, quando não tratado, prejudica a glândula suprarrenal.

Ao estar sob estresse, nosso organismo passa a bombear cortisol constantemente, para combatê-lo. No entanto, esse hormônio, em alta quantidade, prejudica o funcionamento da glândula suprarrenal, não secretando os hormônios da forma como deveria.

A fadiga adrenal é um distúrbio que, geralmente, manifesta-se após períodos prolongados de estresse físico ou mental, ou pela insistência da pessoa em trabalhar até a exaustão, sem intervalos para descanso, lazer e relaxamento. O hábito de dormir tarde também pode contribuir para sobrecarregar o organismo.

Confira os sinais e sintomas da fadiga adrenal:

- Cansaço entre 9-10 horas da manhã mas resiste em ir para a cama

- Necessita de café ou estimulantes para começar o trabalho pela manhã

- Ânsia por salgados, gordura e alimentos com alta proteína, como carne e queijo

- Aumento dos sintomas da TPM nas mulheres; e menstruação mais intensa

- Dor na parte superior das costas ou no pescoço, sem razão aparente

- Sente-se muito melhor quando o estresse é aliviado, como em período de férias prolongado.

- Dificuldades em acordar pela manhã

- Episódios recorrentes de confusão mental associado a tonteira

- Tendência a ganhar peso e não perdê-lo, especialmente em torno da cintura

- A alta frequência de contrair a gripe e outras doenças respiratória e os sintomas tendem a durar mais do que usual.

- Tendência a tremer quando está sob stress e pressão.

- Redução do desejo sexual.

- Tonturas ao levantar de uma posição horizontal.

- Tendência a pressão baixa

- Falta de energia no período da manhã e à tarde, entre 3 a 5 horas.

- Sente-se melhor, por um breve período, depois de uma refeição.

- Aparecimento de lesões alérgicas e autoimunes na pele como eczemas, urticária, psoríase e etc.

- Taquicardia (frequência cardíaca alta, acima de 100 bpm) sem causa aparente

- Alergias frequentes

- Fraqueza muscular

- Prisão de ventre, diarreia

- Queda da pressão arterial ao se levantar

É importante lembrar da necessidade em procurar um médico, tanto para o diagnóstico quanto para o tratamento. Além disso, cuidar da alimentação, praticar exercícios físicos e ter momentos de lazer são essenciais para evitar o estresse e outros males.

 

Fonte: Blog da Saúde

Imagem: BigStock-by: Mr. Alliance